Banner

Cuidados com a dengue devem ser redobrados no verão

A estação mais quente do ano está chegando e as temperaturas elevadas, aliada ao nível de chuvas maior e à água parada são uma combinação perfeita para o aumento da proliferação do mosquito da dengue. E apesar da temporada de verão ainda nem ter começado, os cuidados são fundamentais, já que a doença tem seu pico na estação mais quente. Segundo o Governo do Estado, de agosto de 2012 a julho de 2013, o Paraná teve 54.716 casos da doença confirmados e 23 mortes. Ainda de acordo com um estudo do comitê gestor intersetorial para o controle da dengue, 70% do total de casos foram registrados nos meses de fevereiro e março de 2013.

dengue-febre-hemorrgica-paran

Para Adriana Piemonteze, Gerente Administrativa Operacional da Biotrat – empresa do Grupo PoliService especializada no controle de pragas, cuidados básicos dentro de casa podem ajudar a evitar a doença. “Muitas pessoas acham que basta eliminar a água parada secando os reservatórios que acumulam água, como os pratinhos de plantas e vasilhames, mas esquecem de lavar e escovar estes recipientes e isso é fundamental, pois os ovos ficam nestes locais, aguardando que haja novamente água para que possam eclodir”, explica Adriana. A gerente lembra, ainda, que os ovos do mosquito da dengue possuem resistência ao ressecamento e esta característica permite que eles sobrevivam por até 450 dias em locais secos, aguardando o próximo período chuvoso.

 A fêmea do mosquito distribui seus ovos por diversos criadouros como uma forma estratégica para sobrevivência e preservação de sua espécie. “Isso quer dizer que ela vai depositar os ovos nas bordas de qualquer objeto que possa acumular água”, lembra Adriana.

Para evitar que isso aconteça e que a doença se prolifere, a principal dica é eliminar os criadouros, evitando jogar lixos em locais impróprios e tomando alguns cuidados de prevenção, checando pelo menos uma vez por semana os locais que acumulam água, como vasos de flores, suportes para velas e material descartável, copos plásticos e garrafas pet. Além desses cuidados rotineiros, é importante também programar algumas desinsetizações ao longo do ano para redobrar a segurança contra a dengue e outras pragas como aranhas, moscas, formigas, pulgas e baratas.

Confira mais algumas dicas importantes para proteger a sua casa e a de seus vizinhos:

  • Mantenha recipientes, como caixas d’água, barris, tambores tanques e cisternas, devidamente fechados, com tampas adequadas;
  • Faça a higienização das caixas d'água e cisternas periodicamente;
  • Mantenha o terreno limpo, grama aparada, sem acúmulo de objetos como vidros, potes, garrafas, latas e pneus;
  • Limpe as calhas, removendo folhas, galhos e sujeiras que possam impedir a água de correr;
  • Não deixe acumular água sobre a laje;
  • Mantenha as lixeiras bem fechadas, usando sacos plásticos e mantendo-os fora do alcance de animais até o recolhimento pelos serviços de limpeza urbana;
  • Lembre-se de separar o lixo reciclável;
  • Coloque areia nos pratinhos de plantas, lavando periodicamente com escova;
  • Troque a água de vasos de plantas aquáticas semanalmente, aproveitando para limpar por dentro com escova e sabão;
  • Faça inspeção semanalmente e verifique se todos os itens acima estão de acordo;
  • Dentro de casa também é preciso vistoria. Lave bem com água e sabão os recipientes utilizados para guardar água;
  • Na lavanderia verifique se tem água parada em baldes, máquina de lavar e tanques,
  • Nos banheiros inspecione se existem locais com água parada;
  • Aplicar desinfetante, água sanitária nos ralos quinzenalmente.

 

 

 

 

 

Banner

Redes Sociais

  • Facebook: CentroCivico/
  • Twitter: @centro_civico

Visitantes

Nós temos 12 visitantes online
Visualizações : 965280

Cadastro



TEMPO

Pesquisar

Banner
Banner