O prefeito Rafael Greca se encontrou nesta segunda-feira (7/5) com diretores e representantes de organismos nacionais e internacionais financiadores de projetos – como o Banco Mundial, o BID, a Agência francesa de Desenvolvimento e o Novo Banco de Desenvolvimento –, reunidos na 73ª Reunião Geral da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), que está sendo realizada em Niterói (RJ).

Greca apresentou os resultados do ajuste fiscal implementado na capital e também antecipou aos financiadores alguns projetos de mobilidade e infraestrutura que são de interesse do município.

“Curitiba pode se habilitar a todos os programas de infraestrutura, de desenvolvimento e de fomento”, disse o prefeito após o encontro, lembrando que as condições atuais são decorrentes do Plano de Recuperação de Curitiba, que promoveu um amplo ajuste na então combalida situação fiscal da cidade – no início de 2017, o município tinha um déficit orçamentário de R$ 2,1 bilhões. “Criamos as condições para voltar a obter financiamentos externos.”

Preocupação
Uma das preocupações de boa parte dos municípios reunidos em Niterói são os novos critérios de lançamento das notas do Capag (Capacidade de Pagamento), um rating do Tesouro Nacional que define se os estados e municípios estão aptos a receber garantias da União quando buscam seus recursos.

As notas variam de A a D. Curitiba está em boa situação, com nota A em dois dos três critérios que determinam o Capag e B em um. Cidades avaliadas com nota A ou B podem ter empréstimos com juros mais baixos.

Pelos novos critérios, Curitiba ficaria com nota D nas condições fiscais de 2016.

Os projetos apresentados serão tratados futuramente em reuniões técnicas com os órgãos financiadores, como o município fez recentemente com a Agência Francesa de Desenvolvimento.

Bancos e agências
Acompanhado do secretário de Governo Municipal, Luiz Fernando Jamur, o prefeito se reuniu com o representante do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) no Brasil, Hugo Flores; com o diretor-representante do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF), Jaime Holguin; com o vice-presidente do Novo Banco de Desenvolvimento (também conhecido como Banco de Desenvolvimento do BRIC´s), Sarquis JB Sarquis;  com o diretor regional da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD), Phillipe Orliang; diretor do Banco Mundial, Martin Raiser; com representante-chefe do escritório da Jica (Agência de Cooperação Internacional do Japão), Akio Saito; e com o representante da Caixa, Adailton Trindade

Também participaram os prefeitos Nelson Marchezan Jr (Porto Alegre), Rodrigo Neves (Niterói), Jonas Donizete (Campinas) e o presidente da CBIC (Câmara Brasileira da Indústria da Construção), João Carlos Martins, além do embaixador da França no Brasil, Michel Miraillet.

O tema ainda foi tratado no painel “Oportunidades de Investimentos em Infraestrutura nas cidades”.